Sinopse

Quatro crianças Ikpeng apresentam sua aldeia respondendo à vídeo-carta das crianças da Sierra Maestra em Cuba. Com graça e leveza, elas mostram suas famílias, suas brincadeiras, suas festas, seu modo de vida. Curiosas em conhecer crianças de outras culturas, elas pedem para que respondam à sua vídeo-carta.

 

“Os Ikpeng vieram para a região dos formadores do Xingu no início do século XX, quando viviam em estado de guerra com seus vizinhos alto-xinguanos. O contato com o mundo não indígena foi ainda mais recente, no início da década de 60, e teve conseqüências desastrosas para sua população, que foi reduzida em menos da metade em razão de doenças e morte por armas de fogo. Foram então transferidos para os limites do Parque Indígena do Xingu e “pacificados”. Hoje em dia mantém relações de aliança com as demais aldeias do Parque, mas constituem uma sociedade bastante peculiar. Já não guerreiam mais, contudo ainda mantém no cerne de sua visão de mundo a guerra como motor não apenas da morte, mas de substituição dos mortos pela incorporação do inimigo no seio do grupo, sendo assim também reprodutora da vida social.

Mais informações sobre o povo IKPENG: http://www.ikpeng.org/”

Direção

NATUYU YUWIPO TXICÃO, KUMARÉ IKPENG e KARANÉ IKPENG

NATUYU YUWIPO TXICÃO - Ikpeng do Parque do Xingu no Mato Grosso, Natuyu é a primeira mulher a integrar a equipe do Vídeo nas Aldeias. Nascida em 1987, ela foi Iniciada na oficina de 1999, sendo a grande revelação da oficina de 2001, e a aluna mais jovem do projeto. Ela é co-autora da vídeo-carta das crianças Ikpeng e da refilmagem do ritual Moyngo. KUMARÉ IKPENG - Nascido em 1977, Ikpeng do Parque do Xingú, Mato Grosso, Kumaré É hoje chefe do posto Indígena Pavuru. Depois de uma iniciação em 1997, na primeira oficina nacional do projeto, Kumaré registrou com dedicação e criatividade um cerimonial de iniciação e tatuagem do seu povo, o “Moyngo”. Numa segunda oficina em 1999, os Ikpeng ficcionaram o mito de origem da festa, que resultou na sua primeira realização, em co-autoria com seu companheiro Karané. Em 2001, ele também co-realizou com Karané e Natuyu a vídeo-carta "Das Crianças Ikpeng para o Mundo". EM 2005, Kumaré co-dirigiu o média-metragem "Meu primeiro contato" (que depois virou longa-metragem). KARANÉ IKPENG - Ikpeng do Parque do Xingu no Mato Grosso, Karané nasceu em 1982 e já participou de três oficinas no Xingu e de três oficinas de edição. Com Kumaré realizou seu primeiro vídeo, "Moyngo, o sonho de Maragareum". Karané também participou, junto com Kumaré e Natuyu, da filmagem do ritual Wagré em 2001, bem como da vídeo-carta das crianças Ikpeng. Em 2007, dirigiu com Mari Corrêa Pïrinop, Meu primeiro contato, que narra a trajetória de seu povo após o contato com a sociedade nacional em 1964.

Gênero: Documentário
Livre
Identidade diversidade cultura aldeia

Créditos

Diretor: KARANÉ IKPENG, NATUYU YUWIPO TXICÃO , KUMARÉ IKPENG
Edição: MARI CORRÊA
Produção: VÍDEO NAS ALDEIAS